Home » Articles posted by UFPA

Author Archives: UFPA




 

V Jornada de Inclusão Digital da Faculdade de Computação abrirá inscrições no dia 27

Com o tema Tecnologias e Segurança da Informação, a Faculdade de Computação (FACOMP) do Campus Castanhal vai realizar, entre os dias 22 e 23 de novembro, a V Jornada de Inclusão Digital (JID).

Entre os objetivos do evento estão a promoção do debate sobre tecnologia e segurança da informação;  a divulgação da produção científica realizada pelos alunos da FACOMP; a troca de experiências com as instituições de ensino da região que possuem cursos tecnológicos; o estímulo ao diálogo entre os diversos setores da sociedade impactados pela Segurança da Informação; a ampliação e a formação networking nos temas debatidos.

A V JID conta, este ano, com a I edição do Arduíno Tech  FACOMP Castanhal. Este evento é promovido pelos estudantes de Engenharia de Computação da Faculdade e visa estimular a troca de experiências em desenvolvimentos de soluções com arduíno, hardware livre e sistemas embarcados.

A V JID contará com comunicações orais, palestras, relatos de experiências e oficinas de caráter teórico-prático. As inscrições para submissão de trabalhos e para ouvintes serão abertas no dia 27 de outubro.

Serviço:
V Jornada de Inclusão Digital e I Edição do Arduíno Tech  FACOMP Castanhal
Data: 22 e 23 de novembro de 2017
Local: Universidade Federal do Pará – Campus Universitário de Castanhal
Período de inscrições no evento: 27/10 a 10/11/2017 – http://jidufpacastanhal.com.br/
Informações: jidufpacastanhal@gmail.com / arduinotechcastanhal@gmail.com
Consulte o edital aqui.

Texto: Divulgação

Final feliz para ave migratória atendida no Hospital Veterinário da UFPA

No dia 25 de setembro de 2017, deu entrada, no Hospital Veterinário – Setor de Animais Silvestres – (HVSAS) da UFPA, Campus Castanhal, uma ave migratória com anilha de identificação oriunda de Washington, Estados Unidos. O pássaro foi encontrado por crianças em Marinteua – Praia da Romana – Curuçá-PA, local situado a uma hora e meia do município de Abade/Curuçá-PA. A distância percorrida pela ave, desde o local onde foi anilhada (Lido Beach, Nova Iorque, EUA) até a praia paraense, foi de 5.253 km.

As crianças relataram que viram a ave tentar levantar voo sem sucesso por algumas vezes e, como recordaram as palavras de sua professora que dissera ser importante cuidar dos animais, pediram ajuda para um colega recolher o animalzinho e imediatamente o levaram para os pais.

A senhora Francilene, mãe de uma das crianças, relatou que, após verificarem a anilha, entraram em contato com representante do ICMBio local para pedir ajuda. A equipe do Hospital Veterinário foi então acionada pelo IBAMA, órgão que posteriormente emitiu documento autorizando a equipe de veterinários do HVSAS a soltarem o espécime na localidade onde fora encontrado.

A ave chegou ao hospital fraca e desidratada. Foi realizado exame radiográfico e não foram constatadas fraturas. Finalizado o tratamento e, após muito esforço para organização da logística necessária para retornar a ave à natureza, a equipe conseguiu apoio da colônia de pescadores de Curuçá, por meio do seu presidente o sr. Júnior Costa e da sra. Francilene Neves, que foi quem transportou a ave de Curuçá para receber atendimento no HVSAS.

Com a autorização do IBAMA, a ave foi transportada à praia da Romana no último sábado (21/10) e foi solta às 7h da manhã de domingo (22/10) pelas médicas veterinárias do HVSAS Cinthia Távora A. Lopes, Profa. Sheyla F. S. Domingues e pela residente Luana Ruivo.

A operação foi possível devido à dedicação e cooperação de toda a equipe que atua no setor de animais silvestres, à direção do HV UFPA, ao IBAMA que emitiu as devidas autorizações e, sobretudo, à consciência de preservação ambiental das pessoas pertencentes à colônia de pescadores de Curuçá, que não mediram esforços para levar o animal para o atendimento e também colaboraram no seu retorno à natureza.

É importante notar o procedimento correto das pessoas que, ao encontrarem o animal anilhado, entraram em contato com os órgãos ambientais. Nesses casos, é necessária a notificação do número da anilha junto aos pesquisadores que identificaram e anilharam o espécime.

Após a soltura a ave foi acompanhada durante o dia e foi vista sobrevoando a praia demonstrando estar em plena forma novamente!

Texto e fotos: Divulgação HVSAS

Divulgado o edital de seleção da segunda turma do Mestrado em Estudos Antrópicos do Campus de Castanhal

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Estudos Antrópicos na Amazônia (PPGEAA) divulga errata ao edital de seleção para a segunda turma de Mestrado. Clique aqui para conferir.

As inscrições para  processo seletivo seguem abertas até o dia 31 de outubro. A prova escrita será realizada no dia 22 de novembro, em Castanhal. O início das aulas está previsto para o dia 05 de março de 2018.

Antropização na Amazônia – O professor José Guilherme Fernandes, que coordena o PPGEAA, explica que a intenção do programa é estudar os discursos, práticas e saberes da ação do homem sobre a região, abrangendo tanto os efeitos construtivos quanto destrutivos dessas ações. A área de concentração denominada Estudos Antrópicos tem por objetivo investigar e estudar realidades e modelos culturais e científicos em contato, propondo projetos e/ou ações relativos à compreensão da antropia em seus desdobramentos na sociobiodiversidade e na interação de saberes.

Público-alvo – O Mestrado em Estudos Antrópicos na Amazônia é voltado a todos os portadores de diploma de nível superior (reconhecido pelo MEC), independentemente da área de formação. No caso de cursos de graduação realizados fora do país, o diploma deverá estar reconhecido por instituição governamental no país de realização do curso, bem como ter validade no território nacional brasileiro.

Vagas e linhas de pesquisa – Serão ofertadas, nesta seleção, 24 (vinte e quatro) vagas, sendo 09 (nove) para a linha de pesquisa Ambientes, Saúde e Práticas Culturais e 15 (quinze) para a linha de pesquisa Linguagens, Tecnologias e Saberes Culturais, conforme a disponibilidade dos professores da linha. Em atendimento aos preceitos inclusivos da UFPA serão destinadas quatro (04) vagas para indígenas e quilombolas, conforme descrito no edital de seleção.

Inscrições – Os interessados em participar da seleção, devem realizar inscrição até o dia 31 de outubro, exclusivamente pela internet, no endereço www.ppgeaa.propesp.ufpa.br. Será cobrado o valor de R$ 50,00, mas os candidatos que comprovarem inscrição em programas sociais do Governo Federal poderão solicitar isenção da taxa.

Para mais informações sobre o processo seletivo, clique aqui.

Serviço:
Inscrições abertas para o Mestrado em Estudos Antrópicos na Amazônia
Período: até 31 de outubro de 2017
Link para inscrições: clique aqui.
Link para o edital: clique aqui.
Link para a errata: clique aqui.

Texto: Paula Lopes – Ascom UFPA/Castanhal
Imagem: Divulgação PPGEAA

Simpósio de Atividades Aquáticas inscreve ouvintes até 1º de novembro

No dia 1º de novembro o Campus de Castanhal vai receber o I Simpósio de Atividades Aquáticas. O evento é organizado pela Faculdade de Educação Física e traz, em sua programação, palestras, mesas temáticas, apresentação de pôsteres e oficinas. E também contará com a avaliação de professores da faculdade de Educação Física do Campus, além de convidados.

O Simpósio pretende promover o encontro de cientistas que estudam e ensinam, na Região Norte, sobre atividades motoras realizadas no meio aquático e, assim, efetivar e disseminar os mais diversos trabalhos nessa área, estimulando professores e universitários para a produção e a divulgação de trabalhos de pesquisa e extensão em congressos científicos. Também se pretende estabelecer uma tradição de eventos científicos na área da Educação Física para a Região Norte, com ênfase na prática das atividades aquáticas.

A inscrição para os participantes pode ser realizada no período de 05 de outubro até o dia do evento, 1º de novembro, com investimento de R$10,00. Para se inscrever, é necessário preencher um formulário (clique aqui para acessar) e enviá-lo para o email simp.atividadesaquaticas@gmail.com. Para submissão de trabalhos, a inscrição encerrou no dia 16 de outubro.

Para mais detalhes sobre o evento, inscrições e submissões de trabalhos, acesse o site.

Texto: Emily Sousa – Ascom UFPA/Castanhal
Arte: Divulgação

Divulgado o resultado parcial do ProfMat

A Coordenação do ProfMat em Castanhal divulga o Resultado Parcial do Exame Nacional de Acesso, com notas individuais do ENA2018 para candidatos que fizeram a seleção para Castanhal.

Os interessados em pedir revisão da pontuação publicada devem encaminhar, à Faculdade de Matemática, requerimento assinado com o pedido nos dias 6 e 7/11. A comissão organizadora tem até o dia 23/11 para divulgar o resultado final.

Confira, também:
Candidatos por pontuação (Campus de Castanhal)
Acertos por questão

Texto: Divulgação ProfMat

Reunião discute caminhos para o I Seminário do Grupo de Estudos Feministas Zo’é

Representantes da EMATER, AFEPRUC, ASCONQ, SEMED, IFPA, SEMAS e UFPA participaram, na manhã desta quarta (10), de uma reunião preparatória para o I Seminário do Grupo de Estudos Feministas Zo’é, sob a coordenação da professora Lílian de Sales, da Faculdade de Educação Física da UFPA/Castanhal.

“O objetivo foi reunir possíveis parceiros para o seminário, que vai discutir a situação das mulheres no contexto de crise. Assim como nós organizamos a Onda Feminista no dia 08 de março deste ano, com a parceria de diversos setores da sociedade, nós pensamos em fazer da mesma forma no que se refere a este seminário. Apresentamos a proposta do evento e ouvimos as opiniões”, conta a coordenadora do evento e do grupo de estudos.

O Seminário será realizado em dezembro e vai contar com mesa-redonda, programação cultural, feira livre e formação de grupos para trocas de experiências em temas ligados a eixos nas áreas da Cultura, da Educação, do Trabalho, da Saúde e das Políticas Sociais.

As inscrições para o evento serão abertas no dia 23 de outubro, mas o local da programação e outros temas ainda estão sendo definidos pela comissão organizadora.

Grupo Zo’é – faz parte do projeto “Educar para igualdade de gênero: formação continuada de professoras/ES”, que objetiva formar grupos de estudos com professoras/es para formação permanente. Além disso, é um espaço para trocas de experiências e produção de materiais didáticos que possibilitem o trabalho com a diversidade de gêneros na escola.

Mais informações sobre as atividades do Grupo, no facebook.

Texto e fotos: Paula Lopes – Ascom UFPA/Castanhal