Candidatos à reitoria debatem propostas no Campus de Castanhal

No dia 29 de junho de 2016 acontece a eleição para a escolha do novo reitor da UFPA. E para que os eleitores conheçam as propostas dos candidatos e decidam seu voto, o Campus de Castanhal recebeu, na manhã desta terça, 21, as cinco chapas inscritas no pleito num debate que mobilizou técnicos, alunos e professores da instituição.

O professor Edson Ortiz falou sobre a importância do momento. “É fundamental termos debates, pois é a oportunidade que os candidatos têm para se despirem e mostrarem suas propostas. A exiguidade do tempo não nos permitiu garantir debates em todos os campi e, por isso, temos que nos preparar para que, nos próximos processos, estejamos em todos os campi.”

Regras - De acordo com as regras do debate, os candidatos tiveram os cinco minutos iniciais para apresentarem suas propostas. A plateia também pôde se inscrever para fazer perguntas. Houve, ainda, sorteio de temas e um momento com temas livres para que cada chapa se manifestasse a respeito. Temas como universidade multicampi, infraestrutura e assistência estudantil foram apresentados e discutidos durante a fala dos candidatos. No encerramento, eles tiveram três minutos para as considerações finais.

Para o professor Emmanuel Tourinho, essa foi uma oportunidade para a comunidade ouvir as propostas e se decidir. “Essa conquista que nós tivemos de poder escolher um reitor para a universidade é fundamental para que a gente garanta o futuro da Instituição. Agora, para que a comunidade possa escolher bem, ela precisa conhecer cada projeto que está em disputa, ela precisa falar cara a cara com os candidatos, ouvir quais são seus compromissos e a realização de um debate contribui para isso”.

O professor Erick Pedreira avaliou positivamente o debate em Castanhal. “Não tem como falar num processo eleitoral na maior universidade da região norte sem falar num processo democrático. Não podemos imaginar uma UFPA da capital e uma UFPA do interior. Quanto mais debates acontecerem, melhor, pois teremos a oportunidade de divulgar, à comunidade, o que pensamos em relação a uma universidade sempre à frente do seu tempo.”

O próximo debate será no dia 27 de junho, no Centro de Convenções Benedito Nunes da UFPA em Belém. Os candidatos estarão reunidos a partir das 15h30. Essa é uma oportunidade para aqueles que não ouviram as propostas em Castanhal.

O professor João Weyl acredita que os debates esclarecem os eleitores. “O debate é fundamental, é um princípio da democracia. E nós defendemos uma universidade multicampi e, por isso, achamos que esse momento deveria se estender para, pelo menos, mais quatro ou cinco campi da UFPA para que pudéssemos tornar mais conhecidas as nossas ideias. O debate é importante para que a comunidade veja a forma como cada um fala.”

E sobre a realização de debates no interior, a professora Vera Jacob reforçou a necessidade de mais encontros para a apresentação das ideias dos cinco candidatos. “Para mim, o momento de debate é extremamente importante em um processo eleitoral disputado como esse. Lamento que o tempo não tenha sido suficiente para que fizéssemos debates em todos os campi do interior, pois todos merecem conhecer e ouvir as propostas dos cinco candidatos para poder avaliar. O debate dá essa oportunidade para que a comunidade conheça as diferentes propostas.”

Organização - Toda a organização do debate foi feita pela Subcomissão Eleitoral do Campus de Castanhal, que é composta por representantes dos técnicos, dos discentes e dos docentes, em conjunto com a Comissão Eleitoral de Belém, presidida pela professora Jane Beltrão, que falou sobre o andamento do processo. “A comissão trabalhou exatamente como o conselho universitário propôs e obedecendo as regras do regimento, garantindo a possibilidade do debate”.

O coordenador do Campus de Castanhal, professor João Batista Ramos avaliou a participação dos eleitores do Campus. “O debate foi excelente. Tivemos um bom número de técnicos, discentes e professores participando, além da presença de todos os candidatos. Há muito tempo a Universidade não vive momentos tão profícuos e tão intensos em relação às eleições para a reitoria.”

Eleição - Ocorrerá no dia 29 de junho, com início às 8h30 e encerramento às 21h. Em Castanhal haverá duas urnas para votação já confirmadas, uma no Campus I, no bairro Jaderlândia, e outra no Campus II, bairro Pantanal. A votação será por meio de cédula.

A Subcomissão Eleitoral de Castanhal ainda aguarda a confirmação da instalação de uma sessão no município de Mãe do Rio e outra em São Caetano de Odivelas, para que os estudantes do PARFOR, que residem próximo a estes municípios, possam votar.

Poderão votar os eleitores que estiverem com seus nomes relacionados em lista enviada aos Campi pelo CIAC e CTIC, contendo os servidores docentes e técnico-administrativos do quadro efetivo, incluídos os professores contratados por tempo determinado, discentes da UFPA maiores de 16 (dezesseis) anos de idade, desde que regularmente matriculados, além de servidores legalmente afastados da Instituição.

Texto e fotos: Ascom – UFPA/Castanhal

 

 

 

Additional information